Faróis_Acesos















O Projeto Faróis Acesos visa implementar o hábito de se utilizar os faróis baixos acesos quando da condução de veículos motorizados, independentemente da ocasião, ou seja, de dia e de noite, em vias urbanas ou estradas, independentemente das condições climáticas ou da velocidade de deslocamento.

 

O motivo de tal campanha é que os faróis permitem facilitar e antecipar a visualização dos veículos que vêm em direção a outros veículos e, sobretudo em direção a pedestres ou veículos não motorizados.

 

Isso é possível em função da capacidade da visão periférica em registrar mais fácil e rapidamente um facho de luz do que os outros objetos que estão no campo de visão das pessoas, permitindo que elas se protejam com a devida antecedência.

 

Eventualmente pedestres atravessam vias públicas sem, contudo, perceber a presença dos veículos que se aproximam, cujas imagens se camuflam na paisagem, dando causa a atropelamentos ou à perda do controle da direção por parte dos motoristas para desviar dos pedestres. Se estes veículos estivessem com os faróis (e não somente os faroletes) acesos tais acidentes poderiam ser evitados.

 

Por isso, o uso dos faróis baixos acesos já é normalizado em diversos países, tais como Argentina, Chile e Paraguai. O desejo é que isso um dia vire hábito e norma também no Brasil, por ser um método para salvar vidas com custo desprezível.

 

Nesse sentido, a definição brasileira de que o farol é um “facho de luz do veículo destinada a iluminar a via diante do veículo” pode ser aperfeiçoado, incluindo como primeira função a indicação de presença (posição) de veículo, por se tratar de uma máquina pesada em movimento, tanto dentre outras quanto em conflito com o trânsito de pedestres e outros veículos não motorizados.

 

O próprio desejo de não se virem envolvidas em acidentes, com a consciência de faróis acesos alertam as pessoas, é motivo suficiente para que as pessoas se sintam motivadas a utilizarem os faróis acesos.

 
 
RCTO - Todos os direitos reservados
Webdesign: Alceu J. de Sá - Presidente do Clube no ano Rotário 2010-2011, com o lema "Fortalecer Comunidades, Unir Continentes".
  Site Map